[Novo]Blood Eyes - como começou

    Compartilhe
    avatar
    Logom
    Iniciado
    Iniciado

    Mensagens : 32
    Data de inscrição : 03/03/2013
    Idade : 103
    Localização : Nas Trevas Que Cercam Seus Pensamentos

    [Novo]Blood Eyes - como começou

    Mensagem por Logom em Qui Mar 21, 2013 7:29 am

    Correy era um garoto de 8 anos normal,sempre feliz,gostava muito de seus pais sempre os obedeceu e teve muitos amigos.
    Era uma noite de agosto,correy tinha acabado de fazer 8 anos naquele dia,ele e seus pais foram jantar fora,como era perto de casa o restaurante,eles foram andando,acabaram que só voltaram 00:00 horas,já que Correy brincou no parque atrás do restaurante.
    Eles estavam voltando,numa rua escura,perto de um predio abandonado,um homem,parecia ter 30 anos,sujo e rindo,um riso psicótico.Ele se aproximou lentamente por trás,com uma faca escondida,ninguem o tinha notado,apenas Correy,que se agarrou ao braço do pai,que achou estranho,já que Correy não tinha medo de muitas coisas.
    Correy tremia,mas não disse nada,não falou nenhuma palavra,não avisou do perigo a mãe, e se culpao por isso.O homem numa investida crava a faca nas costas da mãe de correy,que a vê gritar e chorar,quando o pai de Correy se vira já era tarde,ela já estava morta.
    O assassino corre em direção a Correy,mas seu pai entra na frente,segura o braço dele,mas rapidamente o assassino troca a faca de mão e desfere um golpe na garganta do pai de Correy,pucha elntamente a faca,e vê o sangue jorrando,lambe sutilmente a lâmina da faca,e sorri ao sentir aquele sabor,suas pupilas se dilatam,sua postura fica firme,seus dentes sujos e podres manchados pelo sangue de inocentes sorriem para Correy, que não consegue fugir.
    Ele se aproximava em passos curtos,rindo,quando ao longe na esquina com uma loja de roupas, a sirene da policia,nesse instante o assassino corre e some nas sombras.Correy ficou parado,não chorou,não se moveu,apenas olhou e ficou parado.
    Meses depois,ele fica sua tia Ana,numa casa grande,nunca tinha pedido nada a ela,nem nunca recusado algo,sempre uma criança exepcional, já não tinha mais amigos,sorria poucas vezes,seus olhos estavam vazios,seu corpo fraco,sua mente corrompida pela culpa.
    Ele se culpava por aquilo,por não ter feito nada,queria destruir a felicidade do mundo,queria matar o assassino,mas se matar,pois se julgava culpado.Sempre sua tia se preoculpou com ele,ele ficava cada vez mais distante,mais sozinho,mais sombrio.
    quando completou 17 anos,um aluno exemplar,parecia ter esquecido aquilo,sorria mais vezes,tinha amigos,uma namorada,mas seu coração era negro como a noite,suas memorias corrompidas e manchadas,sua felicidade arrancada de seu corpo a força,seu ódio cresceu incontavelmente,ódio por tudo e todos,ódio de si mesmo.
    Ele estava caminhando anoite,num beco escuro,pixado e em ruinas,num prédio abandonado,uma sombra como de um vulto.Algo fala com ele,são palvras vazias sem significado e nada claras,mas apenas uma frase,isso apenas isso mudou tudo.
    -''já quis alguma vez acabar com tudo?buscar todos os culpados e levar a julgamento?fazer com que seu ódio se torne sua arma?fazer com que nunca mais sinta culpa?eu posso ajuda-lo,mas você terá de me recompensar.
    Sem exitar Correy concorda,não pensou,sorriu ao ouvir aquilo,parecia ser um ótimo presente de aniversário,dado pelo próprio demônio.
    A voz responde:
    -''Para me pagar,você terá,claro sua alma condenada,e e=terá de traser meus filhos até mim,todos aqueles com passado obscuro, devem ser sepultados,suas lembranças corropidas,seus sonhos apagados,seu ódio cubrirá sua lâmina da execução,seu sangue brilhara em seus olhos,e a melodia da vida soará em seus ouvidos,você andará no palco da morte,dançara com sua lâminas a musica da dor,será um demônio,não para julgar e salvar os humanos,mas vai caçar osda própria especie e de suas almas retonaram a mim,mas sua força será só sua,você não vai mais precisar comer beber ou dormir,sua força vem da morte e trevas,sua calma vem do fim.
    Pegue essa mascara,enquanto usa-la não sera ninguem nem nada,não vai existir mas não será vazio.essa capa os esconderá nas trevas e você se tornará apenas isso.Essas lâminas vão julgar meus filhos,e farão eles retornarem a casa como filhos pródigos.
    Agora você será meu arcanjo,mate todos que entrarenm em seu caminho,a partir de agora você não tem sentimentos,nem razão,mas ficara feliz ao cumprir seus deveres.
    Após se vestir,não sentiu mais nada,estava feliz,estava sorrindo,queria matar,queria sentir o ódio e dor de seus inimigos pulsar e faze-lo forte,agora ele não era ninguem,não era nada,era sombras,era Blood Eyes.
    Saindo daquilo,andando pelas trevas,sentiu a presença de alguem,sentiu algo forte,podia ouvir gritos, susurros e e barulho de sangue jorrando.
    Um prédio destruido,antes foi uma fabrica,agora era um buraco vazio de morte.Bloody Eyes entrva lentamente,os sons aumentavam,até avistar um homem,uma voz veio em sua mente:
    ''Meu 1º filho que você deve fazer regresaar até mim''
    Sem pensar correu ao homem,sem fazer ruidos,sem fazr nada,sua lâminas desembanhadas,negras seus olhos catsanhos viam ele levantando,haviam corpos de mulheres e crianças multilados ao seu redor.
    O homem vira,seu rosto era familiar,eis o demônio que matará os pais de Correy,mas não sentia nada Bloody Eyes por ele,pois Correy já estava morto e sepultado no fundo do coração negro de Blood Eyes.
    Bloody Eyes pula,investindo,e como numa dança,multila sem exitar o assassino,seu nome era bruce,um filho pródigo que achou refugio no mundo dos vivos.Seu sangue jorrava,Bloody Eyes ficou feliz,sentiu seu corpo ficar mais forte,ele sorria atrás da mascara,suas mãos eram firmes,mas tremiam de euforia,ele sentia cada lembrança correr em suas veias,cada pedaço obscuro de seu passado aumentando sua força,sentia o ódio acumular em suas lâminas que se tornaram puro medo,exalavam um miasma negro e denso,seus olhos ficaram contaminados pelo sangue dele,ficaram vermelhos,por fim ao ver o ultimo suspiro daquele demônio,deu uma gargalhada,não macabra,mas de alegria,uma felicidade que nunca antes sentira.
    Bloody Eyes sumiu nas sombras daquele lugar,nunca mmais Correy foi visto novamente,nunca mais se ouviu falar nele, sua existencia foi apagada do mundo,e deu lugar a um demônio,Bloody eyes.

    ------------------------------------------------------------------------
    nerdonho.blogspot.com <== Meu Blog De Jogos E Animes

      Data/hora atual: Ter Ago 22, 2017 6:37 pm