Sacrificio

    Compartilhe
    avatar
    LeonZera
    Iniciado
    Iniciado

    Mensagens : 22
    Data de inscrição : 30/11/2012
    Idade : 21
    Localização : Kansas

    Sacrificio

    Mensagem por LeonZera em Dom Nov 24, 2013 1:31 pm

    25/ Abril
    Acordei de repente, o suor escorrendo da minha testa. Eu podia sentir sua presença novamente. Sua presença. Eu olhei em volta do meu quarto. Eu sei que estou sendo vigiado. Não é em qualquer lugar que pode ser visto. Droga. Esta é a terceira noite seguida em que fui acordado assim. O medo começa a tomar conta da minha mente. Algo lá fora está me perseguindo. Algo me quer.

    Mas eu deveria voltar e dizer isso desde o início. Tenho 16 anos de idade, me mudei para esta casa com a minha família há sete anos. É cerca de 30 minutos fora da cidade, por isso estamos bastante isolado. Meus pais adoram viver aqui. Dizem que é pacífico e bonito. Eu odeio isso. Não tanto durante o dia como durante a noite. Eu sempre tive medo do escuro. É o meu número de uma fobia. Eu odeio não ser capaz de ver. E aqui à noite, não há luz que não seja a lua e as estrelas. Sem o brilho quente e reconfortante de lâmpadas de rua. Sem  faróis se movendo lentamente para cima e para baixo nas ruas, apenas uma escuridão nebulosa. E é especialmente escuro durante a lua nova.
    Foi quando eu encontrei pela primeira vez,aquela coisa . Eu tinha um monte de amigos , e depois de escurecer , todos nós decidimos jogar airsoft captura a bandeira. Era uma lua nova , o que tornou especialmente sombrio e assustador. Sem luz perfurou para perfurar o negrume , exceto as lanternas sobre os barris de nossas pistolas de airsoft , eo zip ocasional de brilho nas pastilhas de airsoft escuros, voando em seus alvos. Estávamos todos tendo um grande momento . Eu tinha agarrado a bandeira do outro time, e foi correndo de volta para a minha base, quando ouvi um som que fez o meu sangue gelar , um grito de terror , vindo de cerca de 30 pés para minha direita. Um flash de branco estava correndo para longe do som,mudou de direção , e correu em direção ao barulho , visando minha lanterna na fonte do som. Meu amigo Jacob estava sentado no chão , segurando a perna sangrando, obviamente com dor. O corte foi profundo ele correu para dentro, onde se sentou na beirada da banheira , e começou a lavar  o corte. Perguntamos oque  aconteceu,Alguma criatura lhe tinha riscado , disse ele. Ele não conseguiu uma boa olhada  , mas só viu um flash de branco. No começo eu achava que era apenas um gambá ou algo assim. Isso foi antes de eu o ver de novo ..
    A segunda vez que eu estava sozinho. Era o meio da noite, não uma lua nova, felizmente, mas ainda estranha. Tive insônia, um problema bastante comum para mim. Eram duas da manhã e eu tinha desistido de toda a esperança de conseguir dormir. Então desci para a sala e coloquei um filme.Enquanto eu estava deitado no sofá, minha mente perdida no mundo de A Origem, um de meus cães começaram a latir. Eu não pensei em nada, cães no meio da noite é, basicamente, uma rotina para eles. Então meu outro cão juntou-se, não é grande coisa. Mas eu notei algo, o latido era muito mais ameaçador do que o habitual. Foi mais de um gutural rosnando . Os cães ladram  quando se sentem ameaçados. Acendi a luz da varanda , e saiu, assustado. Chamei meuus cães. "Jake. Zoe. Venha aqui. "Então eu vi que eles estavam latindo .,parecia um ser humano, agachado na grama. Era provavelmente cerca de quatro metros de altura, com a pele pálida nua, e os membros ossudos longos. Eu o estudei por cerca de cinco segundos até que ele olhou para mim. Eu nunca vou esquecer seus olhos, escuro, quase como órbitas vazias. Seu olhar frio tomou conta , como se estivesse me avaliando.
    Voltei de volta para casa. E tranquei a porta atrás de mim,  corri para o quarto dos meus pais. Eles estavam convencidos de que eu tive um pesadelo. Mas eu sei a verdade. Esta foi a primeira vez que eu tinha visto totalmente a criatura que logo me empurraria para a beira da insanidade.
    Eu não vi essa coisa de novo por algum tempo. Eu comecei a pensar que talvez meus pais estivessem certos, e que era apenas um sonho. Eu estava realmente em privação de sono depois de tudo. Mas no fundo, eu sabia que eu tinha visto alguma coisa. Mas, algumas semanas atrás, eu estava em um site que meu amigo Derik tinha recomendado. E eu vi uma foto que me chocou. Foi a minha criatura, o que eu tinha visto. O site afirmou esta criatura foi chamada de "The Rake", e que Ele persegue e mata suas vítimas. O momento que eu vi o artigo meu sangue gelou. Eu poderia ter realmente visto essa criatura? O pensamento me assombrou, recusando-se a sair da minha mente.
    Eu vi-o novamente pela primeira vez em meses na semana passada. Eu tinha acordado no meio da noite novamente. Imediatamente, senti que algo estava errado. A casa estava muito quieta. Eu me senti muito instável. Saí da cama, caminhei até a janela e levantei as persianas. Estava muito escuro lá fora, mas eu pude ver alguma coisa. A criatura estava do lado de fora. Arranhando algo no chão. Imediatamente abri a janela e gritei para a coisa. Ele olhou para mim, seguindo  meus olhos por um momento, e então saiu correndo, engatinhando muito perto do chão. Quando eu saí para ver o que estava coçando na manhã seguinte, eu encontrei algo que ainda me ao osso calafrios, o mutilado, o cadáver comido pela metade do meu cachorro Zoe. Meus pais acham que era um leão da montanha, mas eu sei a verdade. O chamado "rake", que bastardo criatura, matou meu cachorro


    As últimas noites têm sido aterrorizante. Eu acordei em um suor frio a cada noite, sabendo que a maldita coisa está me assistindo. Eu sinto a sua presença. Eu sei que me quer agora. E eu não tenho idéia do que fazer. Eu tenho pavor inacreditável, e eu sou impotente. Meus pais ficam me dizendo que eu estou imaginando coisas. Mas eu não estou, caramba! Eu sei o que eu vi. E eu sei que ela me quer. É por isso que eu estou escrevendo isso às três da manhã. Se alguma coisa acontecer comigo, quero que as pessoas saibam o que oque aconteceu.
    5/2/11.
    A última semana foi um turbilhão de terror. Estou constantemente com medo agora, eu sei que ele sempre esta me observando . Em cada esquina onde quer que eu vá. Toda noite eu sinto a sua presença, algumas noites mais do que outros. Eu não sei exatamente o que ele quer de mim, mas ele está querendo alguma coisa. Eu o vi de novo, pela primeira vez em uma semana hoje.
    Eu fiquei em casa doente ainda me sinto uma merda, e acho que isso só me faz ficar pior. Eu estava deitada no sofá, assistindo TV. Constantemente olhando por cima dos meus ombros, porque eu sei que ele está sempre me olhando. Eu tenho uma espingarda ao meu lado, um benefício de viver no país. Eu tenho que partir da garagem. Ela está carregada, no caso de que a coisa que e decidi chamar a atenção ou tenta atacar. Eu sabia que seria em breve. Eu ouvi um barulho do lado de fora, e levantei a minha arma e sai para investigar. ''Nada, Caramba!''. Decidi patrulhar o perímetro da casa, apenas no caso. Andei por toda a volta, nada. Dei um passo para dentro e o cheiro me atingiu.
    Era o cheiro da morte. Apodrecendo. Eu segurei a arma na minha frente. Lentamente fiz meu caminho até as escadas, e virei a esquerda para o meu quarto. Ele estava agachado em um canto, de costas para mim. Ele lentamente inclinou a cabeça para mim. Em seguida, ele falou. Era uma voz alta e estridente. Eu não sei exatamente o que ele disse.
    Eu não hesitei em puxar o gatilho. Mas ele moveu a uma velocidade quase super-humana, me derrubando. Eu o vi saltar fora da nossa varanda do 2 º andar, para o chão da sala. Correndo pela porta. Meu braço estava sangrando ruim, então eu peguei uma camisa e amarrei em meu braço para tentar parar o sangue. Corri para fora, a arma ainda na mão. Ele se foi. "Vá para o inferno!" Eu gritei. Dei um passo para dentro. E vi sangue. Não é o meu sangue. Era o seu sangue. Peguei meu cão, para farejar o sangue. Ele pegou o perfume e começou a se mover em direção a um bosque perto de minha casa. Eu não pensei duas vezes, e o segui.
    Corremos pela floresta. Cerca de um quilômetro de distância de casa, Jake começou a choramingar. Mandei-o de volta. Este foi o seu trabalho. Comecei a explorar a área, meu dedo se contorcendo no gatilho, apavorado. Depois de cerca de meia hora de procurar eu vi algo estranho. Uma pequena área de terra que era diferente. Parecia encoberto. Fui até lá e afastei a grama. Eu estava certo. Havia uma placa sob a grama. Puxei a placa, expondo um buraco. A velha escada enferrujada levava para baixo. Contra todo o meu juizo, a curiosidade levou o melhor de mim. Eu pendurei a arma nas minhas costas e me abaixei para entrar.
    Eu estava em um túnel. Não muito bem iluminado. Algumas velas. Mas era luz o suficiente para ver as paredes manchadas de sangue. O cheiro era horrível. Eu podia ver as pinturas de sangue. Coisas perturbadoras. Coisas que eu nunca quis ver. Atravessei o em direção à fonte de mais luz. Eu podia ver uma espécie de quarto. Quando eu entrei, eu queria vomitar. Havia partes de animais por todo o chão e paredes. Esta deve ser a sua sala de alimentação. Eu me virei, vomitando. E lá estava a criatura logo atrás de mim. Ele estendeu a mão para mim, e eu apaguei.
    Eu acordei no meu quarto, cerca de 30 minutos atrás, sozinho, nenhum corte no meu braço. Sem sangue em qualquer lugar. Resolvi escrever tudo enquanto ainda está fresco em minha mente. Os meus pais ainda não estão em casa, está escuro lá fora. Estou com medo de sair do meu quarto. Talvez nada tenha acontecido. Talvez eu esteja ficando louco, paranoico. Eu percebo que o oque o The rake disse no meu quarto quando ele falou comigo ele quer sacrifícios. Mamãe, papai, se você lerem isso depois que eu me for, em seguida, sai desse inferno, não sei para onde, mas apenas deixar este lugar.
    5/7/11
    Agora acabou. Ele está satisfeito. Sacrifício será feito. E eu estou sozinho.
    Ele está comigo três, três, três noites. Ele só fica ao lado da minha cama, me olha, e às vezes ele vai sussurrar para mim. Ele me disse que queria sacrifício, o sacrifício sangrento. Ele disse que eu tinha que fazer isso. Eu sabia que ele estava certo. Não me importa. Eu posso estar sozinho. Meus pais pensaram que eu estava ficando louco. Mal sabiam eles, haha​​. Então, ontem à noite, eu lhe disse, eu lhe disse que o faria. Eu daria a ele um sacrifício, um sacrifício perfeito, então ele vai ser feliz.
    Eu disse-lhes para vir comigo, eu queria mostrar -lhes um lugar muito bonito que eu tinha encontrado. Eles caminharam comigo, caminharam para o buraco do the Rake. Abri, e saquei uma arma. Eu disse-lhes para entrar nele. Eles perguntaram o que eu estava fazendo, e eu disse-lhes que queria vê-los. Eles entraram no buraco, e nós andamos através do túnel. Ela estava chorando. Então o Sr the Rake saiu de seu esconderijo. Ele olhou para mim, com seus olhos negros e sorriu. Então, ele os matou. Eles gritaram um pouquinho. Eu não me importava. Ele estava feliz agora. Ele apontou para o buraco, e eu sabia que era hora de sair.
    Estou de volta para casa agora. Sozinho, no meu quarto escuro. Eu não tenho medo do escuro mais. Eu gosto do escuro. Isso me lembra de meu amigo, o The Rake. Eu estou bem. Eu estou bem. Droga Eu não estou bem. Eu só levarei meus pais para a sua morte. Eu sou louco.
    Tenho a arma na minha cabeça agora, eu vou puxar o gatilho. Ele está no quarto e ele se agachou ali, sorrindo para mim. Dizendo-me para fazê-lo, que ele ainda está com fome, quer mais um sacrifício. Eu vou dar isso a ele. Adeus.

      Data/hora atual: Qui Jun 29, 2017 6:56 am