Não dê carona para estranhos.

    Compartilhe
    avatar
    Azrael Ravnos
    Iniciado
    Iniciado

    Mensagens : 5
    Data de inscrição : 03/06/2014
    Idade : 21
    Localização : Nova Odessa/SP

    Não dê carona para estranhos.

    Mensagem por Azrael Ravnos em Ter Jun 03, 2014 9:41 pm

    NÃO DÊ CARONA PARA ESTRANHOS

     Eu estava voltando para casa de mais um cansativo dia de trabalho, estava chovendo e eu deixei os vidros do carro fechados.
    Devido a chuva, a estrada que já era escura estava ainda mais obstruída, visualmente falando. Realmente estava bem complicado de enxergar o caminho, por isso eu liguei o farol. Afinal, ninguém quer sofrer um acidente, certo?
    Já estava me aproximando de minha casa, apenas mais alguns quilômetros e eu poderia finalmente descansar um pouco.
    Assim que virei a esquina que dá entrada ao meu bairro, vi uma garota sentada na calçada com a cabeça debruçada por entre os joelhos, as pernas encolhidas e os braços tapando o rosto.
    Parei o carro e a perguntei se ela estava perdida.
    Ela simplesmente me respondeu com uma pergunta:
      -Você pode me ajudar?
    Por um minuto eu hesitei, mas então disse a mim mesmo para que parasse de assistir filmes de terror, abri a porta do carro e disse-a para entrar, ela então sorriu e entrou.
    Achei bem estranho o fato de que ela usava um vestido antigo, porém, aparentava ter uns 11 ou 12 anos. Quem teria deixado aquela pobre garota ali?
    Perguntei-a sobre onde ela morava, mas ela respondeu que não tinha casa. Quando indaguei-a sobre seus pais, ela respondeu que também não tinha pais.
    Era tarde então levei ela para minha casa, novamente senti um pequeno receio, um pouco de medo, sabe?
     Mas então disse para mim mesmo:
     - Que mal uma garotinha perdida te faria? Pare de assistir filmes de terror, Jhon.
    Agora ela está sentada no sofá, dei a ela uma camiseta e uma bermuda minhas, para que ela tomasse um banho e tirasse aquele vestido molhado, o estendi na lavanderia, pela manhã deve estar seco e então a levo ao centro policial.
    Vou dar um sanduíche a ela e pô-la para dormir no sofá, depois disso vou me deitar também. Estou morto de cansaço.
    Me aproximo dela e entrego o sanduíche, eu não sei lidar com crianças.
     - Ei, coma um pouco, pode dormir aí no sofá, deixei um travesseiro e um cobertor aí, sinta-se a vontade. Boa noite.
    Ela como sempre, respondeu com um sorriso.
    Ainda  estou pensativo sobre o que houve com essa garota, mas não vou pensar nisso, vou tomar um banho e me deitar.
    Estou deitado agora, sinto meus olhos pesados, dormirei rápido...
     - Han? O que é isso? Estou sonhando? Por que minha visão está tão turva?
    Sento-me na cama e olho em direção a porta...
     - Ei, garotinha. O que faz aí parada e por que está sorrindo assim? O QUE DIABOS ACONTECEU COM SEUS OLHOS?!
    - Você não devia dar carona para estranhos, Jhon. Hihihi.
    Estou sentado em uma calçada agora. Estou assustado e... Eu não sei o que houve, eu... Eu... Sou uma criança de novo, está chovendo muito e só o que eu lembro, é do sorriso demoníaco e dos olhos negros daquela garota... Eu não sinto meu coração batendo mais.
    Só o que eu sei... É que não se deve dar carona para estranhos...

     Se você preferir, também pode ouvir essa creepy narrada, aqui:

      Data/hora atual: Qua Maio 24, 2017 7:25 pm