Creepypasta | Suícidio

    Compartilhe
    avatar
    Azrael Ravnos
    Iniciado
    Iniciado

    Mensagens : 5
    Data de inscrição : 03/06/2014
    Idade : 21
    Localização : Nova Odessa/SP

    Creepypasta | Suícidio

    Mensagem por Azrael Ravnos em Qui Dez 18, 2014 10:38 am

    O elevador sobe devagar, enquanto eu penso no quanto a minha vida é uma merda, os números do contador de andares, me lembram de como todos os meus últimos anos vem sido dispersados, o que me faz lembrar como eu desaprendi a sorrir, de como a tempos eu não sei o que é sentir alegria plena.
    Meu destino? O último andar
    Minha companhia? Metade de uma garrafa de Old Eight. Sim, uísque barato e o Notebook para que eu possa escrever um pouco.
    Eu costumava beber Jack Daniels para afogar as magoas, sabe? Mas... Conforme minha necessidade foi aumentando, meu dinheiro foi diminuindo, não dá pra comprar uma garrafa dessas a cada três dias e também, o gosto de uísque barato é horrível, chega a queimar a língua e a intenção é realmente essa, sentir o gosto ruim dessa porra de bebida barata.
    Aqui está ele, 23º andar e aquele icônico “bip” do elevador indica sua chegada, tal como o ranger das portas de um necrotério dá as boas-vindas à um novo corpo.
    “O que faz um morador do 4º andar no 23º?”, busca alívio, eu te respondo. Todos os dias eu pego esse elevador e subo até aqui, a saída do elevador dá de frente com a entrada da pequena escadaria até a porta da cobertura do prédio, que na realidade é simplesmente um topo, pois isso é um prédio comum, afinal um escritor de sucesso mínimo como eu não teria dinheiro para comprar um apartamento residencial em um prédio de melhores condições, mas até que é aconchegante. Voltando ao assunto da “cobertura”, eu chamo esse teto assim pelo fato de ser o lugar em que eu consigo relaxar. Eu piso no primeiro degrau da escada e já sinto o mais próximo de paz cujo eu consigo sentir, que na realidade são só meus milhares de pensamentos se alinhando, fazendo com que minha mente pareça um abatedouro, onde o único abate, sou eu.




    De todas as formas de suicídio, a que mais me atrai é cortar os pulsos profundamente com uma lâmina de navalha. Porém, essa maneira parece ser muito falha e sujeita ao erro, por isso eu subo aqui e fico fantasiando com o dia em que eu vou finalmente criar a maldita coragem e conseguir minha tão sonhada paz.
    Eu paro em frente as grades de contenção, me debruço nelas e começo a pensar. O convidativo vento fresco bate levemente em mim enquanto eu tomo um grande gole do uísque. –Argh, o gosto disso é horrível- Minha mente me leva longe enquanto eu penso:


    O que eu poderia encontrar depois da morte, será que outro mundo, ou apenas o fim, descanso eterno?
     Quando dou por mim já atravessei a grade de contenção e estou na estreita beirada que separa as grades, da queda para a morte certa. Eu perco a coragem e então pulo de volta para trás, pego a garrafa do chão, dou mais um gole e vou em direção ao meu Notebook, que eu havia deixado no chão, dentro da minha mochila. Eu o abro, tiro da tela de bloqueio e digito nele:
     “Não percam tempo procurando causa de morte, foi sim suicídio”
    E então saio correndo e pulo novamente as grades, paro na beirada, me viro de costas e dou meu derradeiro gole na garrafa e então... Estou finalmente livre, eu sinto o vento batendo no meu corpo, fecho os olhos e vejo todas as lembranças passarem diante deles, desde quando minha vida fazia sentido, até os dias atuais em que eu nem ao menos sei mais o porquê de estar vivo.
    Sinto-me aproximar do chão e um pequeno frio na barriga, está acabado e então eu toco finalmente o chão e... Eu acordo...
    Sim, era só um sonho, só mais um maldito sonho, desses que me perseguem toda noite, e porque “sonho” e não “pesadelo”? Quando se está na minha situação, não se quer mais saber da vida, mas ao mesmo tempo lhe falta coragem de tira-la, por isso... Conseguir se suicidar é um sonho, um sonho tão distante e ao mesmo tempo tão próximo, tão fácil e tão difícil de ser realizado.
    Eu ouço sirenes de polícia se aproximando, e sinto uma dor no meu braço esquerdo, eu ergo a manga da camisa e... Um corte, um profundo corte. Espere!
    Assim que eu direciono minha visão para a cama, eu vejo um corpo, é o meu corpo, tem sangue empoçando a cama toda e pingando pelo chão. Mas se... Se... Se aquele corpo é meu, o que eu faço aqui? Eu olho para o espelho e não vejo reflexo algum, eu tento abrir a porta e não consigo então os policiais a arrombam e cercam o quarto com fitas, mas eu não consigo passar pela porta, mesmo estando aberta, eu não consigo saltar pela janela também.
    Eu estou aqui sentado na poltrona já faz algumas horas, os policiais já saíram, a perícia e os médicos também, só agora eu entendi que... Eu morri, eu finalmente consegui o que queria, cortei meus pulsos e consegui atingir meu objetivo suicida e psicótico, porém... Meu espírito está eternamente preso a esse quarto, eu estou condenado a ficar para sempre convivendo com a dor da vida, mesmo após a morte. Eu estou preso no meu próprio inferno, um inferno pessoal, construído pela dor e a apatia.
    Minha tentativa de liberdade...  Tornou-se minha condenação.

    Você também pode ouvir essa creepy narrada no meu canal: youtube.com/AzraelRavnos

    kendron
    Staff
    Staff

    Mensagens : 454
    Data de inscrição : 01/11/2012
    Idade : 21
    Localização : nas sombras

    Re: Creepypasta | Suícidio

    Mensagem por kendron em Dom Dez 21, 2014 9:11 pm

    po,fico legalzinha essa creep


    _________________
    Qui metuit umbras occidens umbra

    topicos criados
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Azrael Ravnos
    Iniciado
    Iniciado

    Mensagens : 5
    Data de inscrição : 03/06/2014
    Idade : 21
    Localização : Nova Odessa/SP

    Re: Creepypasta | Suícidio

    Mensagem por Azrael Ravnos em Seg Mar 30, 2015 11:52 am

    Valeu, man. Very Happy

    Load
    Iniciado
    Iniciado

    Mensagens : 11
    Data de inscrição : 04/07/2013

    Re: Creepypasta | Suícidio

    Mensagem por Load em Qua Abr 22, 2015 1:33 am

    Ficou foda,

    Conteúdo patrocinado

    Re: Creepypasta | Suícidio

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Jun 23, 2017 11:45 am