ME DIGA SEU NOME | CREEPYPASTA

    Compartilhe
    avatar
    Azrael Ravnos
    Iniciado
    Iniciado

    Mensagens : 5
    Data de inscrição : 03/06/2014
    Idade : 21
    Localização : Nova Odessa/SP

    ME DIGA SEU NOME | CREEPYPASTA

    Mensagem por Azrael Ravnos em Seg Mar 30, 2015 11:54 am

    ME DIGA SEU NOME
     
    Eram onze horas da noite, eu ia ao banheiro para escovar os dentes e então me preparar para dormir, eu entro e acendo a luz. Então como de costume, jogo uma água no rosto, pois minha pele costuma ser oleosa. Eu abro o armário do banheiro e pego a escova e o creme dental. Após escovar meus dentes, eu enxugo a boca e o rosto, então guardo a escova, fecho o armário e saio do banheiro apagando as luzes.
    Para chegar do banheiro ao meu quarto, eu preciso passar pelo corredor, totalmente escuro, pois as luzes estão apagadas e minha casa não tem muitas janelas que captem a luz da rua.
    Assim que entro no corredor, aquele breu faz-me sentir incomodado, como se houvesse algo nas sombras que fosse me atacar a qualquer momento. Eu simplesmente ignoro e sigo para meu quarto, afinal, não cabe a um homem adulto ficar sentindo medinho do escuro, não é mesmo?
    Eu entro no meu quarto, acendo a luz e então me direciono ao computador e fico por alguns minutos conectado a internet, vendo e-mails, facebook, twitter e esse tipo de coisa. Nada de muito importante, sabe?
    Eu desligo o computador, arrumo o travesseiro e a coberta, fecho a porta, apago a luz e me deito.
    Após alguns poucos minutos pensando na vida, eu começo a me sentir sonolento, então fecho os olhos e me preparo para dormir. De repente, quando eu estava perto de dormir, um barulho me desperta, algo como batidas na janela. Eu apenas digo para mim mesmo:
     
    - É só o vento, vá logo dormir.
     
    Eu viro para o outro lado e começo a novamente sentir-me sonolento e outra vez, algo me desperta, mas dessa vez não foi um barulho e sim uma sensação, a sensação de que alguém me observava, me observava sem parar nem por uma fração de segundo, sem piscar, fixamente, como se isso fosse a razão de sua existência.
    Isso então começa a me incomodar, eu levanto e vou passando a mão pela parede, procurando o interruptor para acender a luz. Eu então acendo e olho pelo quarto todo, mas a única pessoa presente naquele quarto era eu mesmo. Eu reviro os olhos zombando da minha própria atitude, deito novamente e me cubro, então digo:
    - Deixe de ser ridículo, Joseph.
    Outra vez eu estava pegando no sono e agora novamente algo veio me incomodar, mas dessa vez eu não ouvi, eu não tive a sensação de estar sendo observado... Eu senti, EU SENTI, uma mão passando pelo meu corpo, eu tenho certeza que senti, eu não estou ficando louco!
    E então eu ouvi:
    - Joseph...
    Uma voz fantasmagórica, chamando meu nome. Meu corpo todo gelou, eu não consigo levantar da cama.
    Eu sinto várias mãos ao longo do meu corpo, e é como se eu estivesse saindo dele. Como se essas mãos de seja lá o que forem essas criaturas estivessem me puxando para fora, estivessem me separando do corpo físico e me levando para vagar no escuro junto com eles, por toda a eternidade.
    Eu já nem sei quanto tempo faz que eu estou aqui. Eu só sei que a última coisa que eu tenho é vida. Eu vi minha namorada encontrando meu corpo, com a boca aberta e os olhos virados, levemente arqueado , como se algo tivesse sido puxado de dentro para fora. E realmente foi.
    Eu só digo uma coisa: Se você for tolo o suficiente para querer disputar o escuro com eles, pelo menos não os deixe saber seu nome, se eles souberem seu nome, eles poderão se apoderar de você e você irá se tornar um de nós.
     
    Então, se você sentir-se observado, se ouvir barulhos, por mais que sinta medo, ou curiosidade, não se levante da sua cama, fique lá, permaneça lá, com os olhos fechados até que você durma. Se você dormir eles só poderão te dar os piores pesadelos possíveis e farão isso pelo resto da sua vida, pois eles se alimentam de medo.
    Mas se você abrir os olhos e deixar com que saibam seu nome, terá o mesmo fim que eu, se tornando um deles. Então, nunca zombe do escuro, sempre respeite, ou você terá que escolher entre ser atormentado por pesadelos até o resto de sua vida, ou se tornar um de nós.

    Agora, eu sei que você está no escuro, eu sei que você está sozinho, provavelmente, a única luz é a do computador ou do celular. Então vamos lá, desligue tudo, eu sei que você está cansado, eu sei que quer dormir. Então, apenas permaneça no escuro e... E me diga seu nome...


    Você também pode ouvir essa creepy narrada no meu canal: youtube.com/AzraelRavnos
    avatar
    raulplay
    Vampiro
    Vampiro

    Mensagens : 258
    Data de inscrição : 15/07/2013
    Idade : 17
    Localização : na pqp

    Re: ME DIGA SEU NOME | CREEPYPASTA

    Mensagem por raulplay em Dom Jun 28, 2015 12:10 am

    noossa que creepy foda


    _________________
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    SABE O LADO RUIM DE TE MATAR?
    É QUE EU SÓ POSSO FAZER ISSO UMA VEZ

      Data/hora atual: Sex Jun 23, 2017 11:43 am